Desapegue!

Desapegue!

Desapegue!

Não mantenha guardado em seu coração os desejos de ontem.

Desfaça o nó que lhe prende ao passado e crie laços que lhe mantenham sempre presente.

 

Desapegue!

 

Jogue fora a roupa que aperta o corpo, jogue fora tudo aquilo que enche seu guarda-roupa de peças inúteis.

Desapegue!

 

Não magoe seu coração com imagens mortas que surgem como sombras a querer lhe abraçar.

 

Desapegue!

 

Abra as gavetas do seu tempo e retire delas as lembranças que não são saudades, são fotografias antigas, desbotadas que só trazem dor.

 

Desapegue,

E se permita que o presente seja um presente.

 

Eduardo Hage

 

Pai, obrigada pelas palavras sempre sábias, pelos ensinamentos sempre nobres e eternos. Meu pai, meu mestre... herói!

 

Nossa missão é te fazer brilhar! Educação Emocional é o caminho para um mundo melhor!

Explore Smarty